Mídia gaúcha denuncia demora em perícias automotivas e Sindiperícias alerta para falta de servidores

Mais uma vez, a mídia gaúcha denuncia a demora na prestação de serviços do Instituto Geral de Perícias. Na reportagem abaixo, veiculada no site compartilhado pela Rádio Gaúcha e jornal Zero Hora, é destacado o tempo que os motoristas gaúchos têm de esperar por uma perícia e, consequentemente, pela liberação de seus veículos.
 
O Sindiperícias lembra novamente que esse cenário é causado pelo déficit de pessoal em nosso instituto, que por sua vez é gerada pela falta de regularidade na realização de concursos públicos para a perícia oficial de nosso Estado.
 
Diante da situação – já precária – no número de servidores, um novo quadro se apresenta desde o último concurso: a desistência dos aprovados que são convocados devido à complexidade do trabalho e aos baixos salários. Soma-se a isso a morosidade do governo estadual em chamar os aprovados subsequentes.
 
Se as vagas deixadas em aberto não forem preenchidas e se novos certames que contemplem todas as categorias do IGP não forem realizados, como faremos perícias em tempo hábil? Esta é uma conta que não fecha.
 
Como temos frisado, a valorização do servidor do IGP é urgente e passa pela a ampliação do quadro de pessoal. Só assim poderemos atender à população gaúcha como esta merece e impedir que – com razão – novas reportagens denunciem a lentidão na prestação de serviços tão importante como as perícias automotivas.
https://gauchazh.clicrbs.com.br/seguranca/noticia/2018/08/demora-em-pericias-faz-com-que-motoristas-esperem-ate-seis-meses-para-recuperar-veiculos-no-rs-cjkbeq8tr032q01p604jwort9.html