Conquistas

O SINDIPERÍCIAS-RS – Sindicato dos Servidores do Instituto-Geral de Perícias do Estado do Rio Grande do Sul – foi fundado no dia 04 de outubro do ano 2000 por servidores públicos da perícia criminal e da identificação civil. Nosso quadro de sindicalizados é composto por Peritos Criminais, Peritos Médicos Legistas, Papiloscopistas, Fotógrafos Criminalísticos e Técnicos em Perícia.

Anteriormente à fundação do sindicato, os servidores atuavam politicamente através de distintas associações. O elevado número de categorias e entidades dificultava avanços na negociação política com os governos. Assim, com a união de forças, fundou-se um só sindicato, com o cuidado de recomendar expressamente no estatuto que a diretoria executiva seja composta pela maior diversidade possível de representantes de todas as categorias.

Nosso sindicato tem adotado uma linha combativa, onde seus dirigentes apontam discordâncias e propõem alternativas, sempre mantendo distanciamento de partidarização política. As conquistas obtidas se deveram à unidade de atuação das categorias e foram muitas:

– retomada da identidade e representatividade política nas diversas instâncias do Poder Executivo e Legislativo tanto no nível estadual, quanto federal;

– No governo Olívio Dutra foi conquistada a  implantação de nova lei de quadro de pessoal, atualização das atribuições e do salário básico; implantação da integralidade da Gratificação de Incentivo Pericial com sua incorporação ao vencimento básico e a retomada das promoções atrasadas;

– No governo de Germano Rigotto, através de uma dura greve e acampamento na Praça da Matriz, junto às demais entidades da Segurança Pública, foi negociada a nova Matriz salarial dos servidores do IGP:

– No governo Yeda Crusius recuperamos o recebimento da Lei Brito, cujo direito foi retirado por um deputado em plenário, a todos os servidores do IGP; conquistamos também o Risco de Vida e uma gratificação de Desempenho;

– No Governo Tarso Genro conseguimos que a gratificação de Incentivo Pericial criada no governo anterior fosse incorporada ao Risco de Vida, conquistamos um índice substancial de aumento, tanto no básico, quanto no Risco, que só não foi maior devido à ingerência de servidores de dentro do próprio quadro. Negociamos ainda o Quadro de Servidores do IGP, onde resgatamos o direito dos servidores a trabalharem no Magistério ou em outro cargo público, bem como a manutenção da categoria de Médico Legista, que seria transformada em Perito Criminal. Conquistamos também, depois de vários anos, o direito à Aposentadoria Especial, de 25 anos para as servidoras e 30 anos para os servidores.

No momento o SINDIPERÍCIAS luta ferrenhamente pela manutenção de todas as conquistas dos últimos anos, seriamente ameaçadas por este governo, juntamente a uma pressão por reajuste até 2018.

É bom esclarecer que toda nossa luta redundou no reconhecimento, pelo Ministério do Trabalho, de que somos os únicos representantes legítimos dos servidores do IGP, contando para isso com a Carta Sindical, que nos possibilita várias ações mais efetivas na defesa de todos.